terça-feira, 13 de abril de 2010

A Bioenergética e o seu modo de ver o ser humano

No final do livro Bioenergética, Lowen faz uma fala interessante sobre como a teoria enxerga o ser humano, no último parágrafo ele diz:

“O princípio subjacente à bioenergética é a dualidade e a unidade simultâneas da personalidade humana. O homem é um pensador criativo e um animal sensível e não passa de um homem ou de uma mulher. É uma mente racional e um corpo não racional e não passa de um organismo vivo. Deve viver em todos os níveis ao mesmo tempo e esta tarefa não é fácil. Para ser um indivíduo integrado, deve identificar-se com seu corpo e com suas palavras. Dizemos que o homem é tão bom quanto as palavras que pronuncia. Descrevemo-lo respeitosamente como um homem de palavra. Para alcançar este nível de integração, deve-se começar sendo o próprio corpo: você é meu corpo. Mas a coisa não pára por aí. Deve-se finalizar sendo a palavra: você é o que você fala. Mas a palavra deve vir de seu coração.” (pg. 299)

Acho que ele queria dizer: você é o seu corpo, me parece mais coerente com algumas falas dele durante o livro, no entanto, acho que ele faz um resumo do modo como a teoria enxerga o ser humano e nos ajuda a refletir bastante sobre os objetivos da prática psicoterápica.

Esta citação podem ser encontrada em:

LOWEN, Alexander (1975).
Bioenergética. 10° Ed. São Paulo: Summus, 1982.

Nenhum comentário:

Postar um comentário